Rotas do Baixo Guadiana

/ Guadiana naturalmente

Naturalmente activo: Um passeio pelo Baixo Guadiana

Tipologia: Por Caminhos (rota Ciclista)Por estrada
Distancia: 50 km (automóvel)    Duraçao: 1 día

As distancias e duração aproximada das rotas em bicicleta são:
Rota Um Passeio pelo vento: 12,78 km, 40 ,minutos
Rota das Pastagens: 24.63 km, 1 hora-30 minutos
Rota do rio Guadiana (cálculo aproximado):18 km, 1 hora-10 minutos

Municípios que abrange:
El Granado (C. I. da Lavoura e da Moagem)
San Silvestre de Guzmán (C. I. Ecossistemas)
Sanlúcar de Guadiana
Villablanca (C. I. Caminhos Naturais, C.I. da Dança)
Ponto de Saída: Centro de Interpretação “Caminhos Naturais”, em Villablanca
Ponto de Chegada: Centro de Interpretação da Água, em El Granado
  • Villablanca (Centro de Interpretación “Caminos Naturales”): 37.310379,-7.342472
  • San Silvestre de Guzmán (Centro de Interpretación de Los Ecosistemas): 37.386833,-7.347922
  • Sanlúcar de Guadiana (Punto de Información Turística): 37.473232,-7.468123
  • El Granado (Centro de Interpretación del Agua): 37.555533,-7.511902

O Baixo Guadiana possui uns valores naturais diversos, mas comuns a ambos lados da fronteira. Neste sentido, este território tem uma série de espaços interpretativos que colocam ao alcance da mão do visitante o seu conhecimento e desfrute e a possibilidade de chegar a eles através de uma extensa rede de caminhos disponíveis para isso. Com “Naturalmente activa, um passeio pelo baixo Guadiana” o visitante, além de conhecer uns espectaculares centros interpretativos da natureza do território, poderá aceder a eles percorrendo caminhos naturais de grande valor paisagístico adaptados a ciclo turistas.

Em Villablanca começará a rota, visitando o CI “Caminhos Naturais” no qual se informam e explicam a rede de caminhos e vias verdes que se situam nos municípios da Mancomunidad da Beturia. O espaço expositivo situa-se no local do conhecido “Molino Antonio Pérez”, que possui também informação interpretativa dos Moinhos do município e, deste poderá desfrutar  umas excelentes vistas do município de Villablanca e do Baixo Guadiana. Neste CI dá-se especial relevância à Rede de Rotas Ciclo turísticas dos municípios da Beturia, algumas das quais passam pelo Itinerário ambiental arranjado pela Consejería de Medio Ambiente da Junta de Andaluzia no enquadramento do projecto UADITurS.

Esta rota poderá fazer-se em veículo motorizado ou em bicicleta de montanha (BTT). No caso de realizar-se por BTT, poderá aproveitar a Rota de “Um passeio pelo Vento”, itinerário sinalizado para BTT que une Villablanca e San Silvestre de Guzmán.

Neste ultimo município, poderá visitará o CI dos “Ecossistemas” onde poderá conhecer através de meios e técnicas museográficas atractivas e intuitivas, os distintos ecossistemas dos municípios da Mancomunidad da Beturia e os do Baixo Guadiana. A presença do rio Guadiana e da sua ribeira e estuário, as extensas pastagens com azinho e sobro, as marismas litorais, as culturas, etc, moldaram e configuram uma série de ecossistemas com altos níveis de conservação e com uma exploração realmente sustentável. Poderá conhecer a flora e fauna, dos principais espaços protegidos e os riscos e problemas ambientais que nos ameaçam…
Partiremos de San Silvestre, entrando nesta nova rota ciclista, a “Rota das Pastagens”, a qual une esta povoação com Sanlúcar de Guadiana. Em Sanlúcar pararemos na Plaza del Puerto, onde pararemos para descansar nesse local tão excepcional. Poderemos visitar o Ponto de Informação Turistica de Sanlúcar de Guadiana, onde teremos informação da oferta turística do Baixo Guadiana.

Desde Sanlúcar dirigir-nos-emos ao CI del Agua, situado junto à barragem do Chança, percorrendo a “Rota do Rio Guadiana” que, após passar pelo núcleo mineiro do Porto da Laja, nos deixará a poucos metros do CI da água. Este espaço, gerido pela Agência del Medio Ambiente de Andaluzia, situa-se na antiga sala de controlo da barragem do Chança. Possui murais explicativos, maquetas e audiovisuais que permitem aos visitantes ter um conhecimento completo de todo o ciclo da água.

  • Pode fazer-se em bicicleta ou transporte motorizado.
  • Esta rota poderá subdividir-se por etapas, fundamentalmente para aqueles que façam o itinerário em bicicleta e não estejam habituados a esta actividade.
  • Esta rota, para turistas, pode dirigir-se também a amantes do desporto, de toda a província de Huelva ou de âmbito mais regional.
  • Para analisar o grau de dificuldade e características das rotas ciclistas, consultar a página Web da Mancomunidad da Beturia: www.beturia.es
  • É recomendável realizar esta rota completa fora da temporada estival, pois as altas temperaturas não permitirão uma visita agradável, especialmente se fizer a rota em bicicleta.
    Planearam-se rotas lineares, pelo que, em caso de fazê-las em bicicleta deverá ter em conta a logística para voltar ao ponto de partida.
  • Se pensa realizar a rota em bicicleta, recomenda-se iniciar a rota no CI “Caminhos Naturais”, neste apresenta-se, entre outras informações, a Rede de Ciclo turismo da Beturia. Se pelo contrário a realizar por transporte motorizado o turista poderá iniciar o seu percurso por onde mais lhe interesse. A rota não é sequencial, em que um Centro nos guia ao seguinte.
  • A coordenação entre entidades gestoras dos Centros será de grande importância nas matérias de informação de horários e dias de abertura, preços, tamanho de grupos, etc.

  • Rotas Ciclo turísticas da Beturia:
    • Rota “Um passeio pelo Vento”
    • Rota das Pastagens
    • Rota do rio Guadiana
    • Rota de La Blanca (situada em Villablanca, esta rota não é obrigatória para o nosso percurso)
  • Moinhos de Vento: Moinho Antonio Pérez (Villablanca), Moinho Vilán (San Silvestre de Guzmán), etc.
  • Parques eólicos.
  • Castelo de San Marcos
  • Núcleos urbanos de Sanlúcar de Guadiana e Alcoutim.
  • Via Romana “La Trialera” em Sanlúcar de Guadiana.
  • Núcleo Mineiro do Porto da Laja.
  • Via Verde do Guadiana e Caminho Natural do Guadiana (por eles se efectuam parte das Rotas Ciclo turísticas).
  • Pastagens, rio Guadiana e outros recursos naturais.